ACESSIBILIDADE

Mogi Mirim

Mogi Mirim
Uma grande parte da história de Mogi Mirim está na ferrovia, que teve a sua inauguração (ainda sem trilhos) na data de 27 de agosto de 1875, por Dom Pedro II e que foi terminada em 1886, na altura da estação de Entroncamento. Desde então, foram feitas várias reformas, tornando o leito da linha atual muito diferente do original em praticamente toda a sua extensão. Suas modificações mais significativas foram feitas nos anos de 1926, 1929, 1951, 1969, 1964, 1972, 1973 e 1979, sendo que colocaram-se novas versões nos trechos reformados. A partir de 1971, a linha integrou-se à Ferrovia Paulista S/A – FEPASA. Atualmente, a ferrovia existente no município está sob concessão da Rede Ferroviária Federal. Inaugurada em 1875, a estação de Mogi Mirim foi uma das primeiras da extinta Companhia Mogiana de Estradas de Ferro. Fica próxima à área central da cidade e foi desativada em 1979, quando as companhias paulistas já haviam sido reunidas na Fepasa. 
 
A antiga estação foi incorporada ao patrimônio da prefeitura na ocasião da construção do trecho inicial da avenida Adib Chaib. Foi reformada e modernizada em 2007, sendo, atualmente, sede de alguns órgãos públicos municipais.
Já serviu como terminal de ônibus urbanos, como sede da guarda Municipal e como sede do departamento de educação, entre outras finalidades. Em agosto de 2006, iniciou-se a restauração da antiga estação, para transformá-la em uma unidade de educação que alterou algumas características originais da estação ferroviária. 
Atualmente, fica ao lado do espaço Cidadão, área destinada a eventos, chama atenção pela sua arquitetura, atrai visitantes que desejam saber mais sobre a sua participação nos fatos históricos, tais como a visita do ilustre Imperador D. Pedro II em sua inauguração e também sobre a permanência de tropas no período da Revolução Constitucionalista de 1932.